Pular para o conteúdo

Na Rota das Colheitas Na Rota das Colheitas

Facebook  Flickr  Issuu  YouTube

                       

              

FICHA TÉCNICA

Conceção geral, design gráfico e execução técnica
Unidade de Inovação e Conhecimento, Unidade de Sistemas de Informação
 
Edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde
 
Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

Apenas deve fornecer os dados pessoais necessários para a prestação do serviço solicitado, nomeadamente para ser capaz de aceder a qualquer um dos serviços no sítio que possuam gestão de processos especificos dependentes do utilizador.
Estes dados serão incorporados nos arquivos correspondentes no Município de Vila Verde e serão tratados em conformidade com o regulamento estabelecido por lei.
Os dados recolhidos apenas serão objeto de transferência, sempre que apropriado, com o consentimento da pessoa em questão ou em conformidade com a referida legislação de protecção de dados.
As pessoas cujos dados pessoais, contidos nos ficheiros do Município de Vila Verde, podem exercer os seus direitos de acesso, rectificação, cancelamento e oposição, na forma prevista pela lei, antes do envio para o arquivo.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.

Notícias Notícias

Voltar

ROTA DAS COLHEITAS - A força da tradição em toda a sua magnitude na desfolhada, malhada e festival da broa de milho caseira de Oriz S. Miguel!

A força da tradição minhota sentiu-se em toda a sua magnitude na freguesia de Oriz S. Miguel, que, ontem (22 de outubro), organizou uma desfolhada, malhada e festival da broa de milho caseira. Por volta das 15h00, ao início de uma ensolarada tarde de outono, começava o corte das canas de milho, que seriam de seguida transportadas para a eira num carro de madeira puxado por uma junta de bois. Depois, começou a desfolhada. A força de braços de homens e mulheres separou as canas verdes das espigas douradas, que eram amontoadas em grandes cestos. As canas formaram uma enorme meda de palha, fundamental para assegurar provisões para a alimentação do gado durante os meses de inverno, personificando um dos predicados do mundo rural, onde pouco ou nada se desperdiça. De seguida, decorreu a malhada, que separa o cereal da espiga, e por fim a peneiração.

Um pouco mais tarde, começou o Festival da Broa de Milho Caseira. As broas foram confecionadas no local e, além de degustarem o pitéu, os visitantes também puderam aprender a receita tradicional. Começa tudo com a preparação do fermento, que deve levedar durante algumas horas. De seguida, peneira-se a farinha, antes de colocar água quente e sal. Com o forno a lenha já bem quente, é altura de moldar a massa e colocá-la a cozer. Um autêntico festim para o palato, já que ao delicioso pão caseiro se juntaram algumas das mais apreciadas iguarias da região, partilhadas gratuita e generosamente com todos os presentes. Sardinhas, pataniscas, tacos de bacalhau e carne na grelha, entre outras, acompanhadas pelo bom vinho verde da região e por um caldo verde preparado como manda a tradição, num pote de ferro colocado diretamente sobre o lume de uma fogueira. Durante toda a tarde, não faltou também a alegria contagiante da música popular, graças à atuação de um grupo de tocadores de concertina que foi acompanhando e animando os trabalhos.

 

“Foi uma iniciativa espetacular”

As boas condições climatéricas e a reputação de uma iniciativa cada vez mais conhecida na região levaram a um aumento da afluência popular em relação às edições anteriores. Chegaram a Oriz visitantes oriundos de todo o distrito, como é o caso de Maria Eduarda Silva, de Caldas de Vizela. “Soube da iniciativa através dos meios de comunicação social e resolvi vir cá, porque gosto de experiências novas e diferentes. Foi uma iniciativa espetacular. Gosto muito destes revivalismos e de atividades que vão ao encontro da tradição portuguesa, da genuína cultura popular. Até já fiz aqui algumas amizades, o ambiente é muito bom”, referiu Maria Eduarda Silva. Por sua, vez o presidente da ARC Oriz S. Miguel, Paulo Jorge Fernandes, aproveitou para agradecer a S. Pedro o dia soalheiro, que ajudou a aumentar o número de visitantes, e para frisar o objetivo do evento, “divulgar e reviver as tradições da freguesia e do concelho”.

 

Música, alegria, tradição e boa gastronomia!

Presente no local, a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde não escondeu a satisfação pela evolução e crescimento de uma atividade que começa a consolidar o seu espaço na agenda cultural da região. Júlia Fernandes prosseguiu com uma palavra de destaque para a “enorme alegria que se vê na cara das pessoas”. “Para os mais jovens é uma oportunidade de recuarem ao seu tempo de juventude, de reviverem as tradições e as lides do campo, e para os mais novos é uma forma divertida e dinâmica de conhecerem a tradição do Minho”, afirmou Júlia Fernandes, aproveitando também para congratular o excelente trabalho desenvolvido pela organização, que proporciona a todos os presentes uma tarde de diversão, cultura e boa gastronomia.

A Desfolhada/Malhada do Milho com Festival da Broa de Milho é uma iniciativa organizada pela ACRD de Oriz S. Miguel e insere-se Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde. Uma programação turístico-cultural diversificada e abrangente, que, do primeiro fim de semana de agosto ao último de novembro, se desdobra em 35 iniciativas de promoção e divulgação da tradição minhota e do genuíno pulsar do mundo rural. A Rota prossegue já no próximo fim de semana (27 a 29 de novembro) com as Feiras Novas do Pico de Regalados.

 

GALERIA FOTOGRÁFICA


Bem-vindo Bem-vindo

A Internet é o principal veículo de comunicação de que as pessoas se servem, no seu dia-a-dia, em todo o mundo, tanto na sua vida pessoal como no desempenho da atividade profissional. Todas as organizações modernas têm nos seus sites uma janela aberta ao mundo e uma plataforma de comunicação e de interação com o seu público-alvo. Estaremos sempre abertos à inovação e recetivos a sugestões que nos ajudem a continuar a construir um Concelho próspero onde todos gostem de viver e se realizem profissionalmente.            

 

Documentos recentes Documentos recentes