Pular para o conteúdo

Presidência Presidência

Mensagem da Presidente da Câmara

Com enorme orgulho e entusiasmo, assumo as funções de Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde para o mandato 2021/2025. Agradeço aos vilaverdenses o voto de confiança que depositaram em mim...

         

Voltar

Forte dinâmica de Vila Verde reforça estratégia para desenvolvimento sustentável

Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional presidiu ao hastear da Bandeira Azul na Praia do Faial e distinção do concelho como Estação Náutica de Portugal

A forte dinâmica do Município de Vila Verde para o desenvolvimento sustentável e a valorização dos recursos e dos produtos endógenos foi hoje enaltecida pela Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, nas cerimónias de hastear de bandeiras relativas à valorização do património natural do concelho.

Acompanhada pela presidente da Câmara Municipal, Júlia Rodrigues Fernandes, a governante descerrou as placas de certificação do concelho como Estação Náutica de Portugal que estão patentes na Loja Interativa do Turismo em Vila Verde, onde foi igualmente erguida a respetiva bandeira. Na Vila de Prado, foi também hasteada a Bandeira Azul da Praia Fluvial do Faial – reconhecida ainda como “Praia Acessível”.

A Secretária de Estado sublinhou o sucesso do trabalho em rede, desenvolvido de forma continuada e integrada, envolvendo os mais diferentes parceiros, sob a liderança do Município. Para isso, exige-se “capacidade de visão estratégica” para assegurar a valorização e o desenvolvimento sustentável do território.

A presidente da Câmara de Vila Verde assumiu a relevância das distinções conquistadas pelo Município e fez questão de reforçar os níveis de exigência e responsabilidade do Município para “tudo fazermos no sentido da coexistência do desenvolvimento local com o redobrado respeito pelo ambiente”.

“Temos um grande orgulho pelos passos consistentes que estamos a dar rumo à sustentabilidade. Esse reconhecimento anima-nos e reforça a nossa vontade de avançar com projetos prioritários e estruturantes para melhorar a qualidade de vida das pessoas e para alavancar a atratividade e a competitividade do nosso território, que queremos cada vez mais inclusivo, solidário, moderno e atrativo”, afirmou Júlia Rodrigues Fernandes.

A líder do Município reiterou ainda que “o amplo envolvimento de todos e todas na definição de uma estratégia integrada de desenvolvimento do turismo e na programação articulada de iniciativas, eventos e atividades representa uma grande mais-valia para Vila Verde e para toda esta região”.

 

Apoio para acessos e saneamento

“Esta nova dinâmica” no concelho de Vila Verde reclama “um ainda maior investimento na melhoria e ampliação de infraestruturas e equipamentos de apoio”. A presidente da Câmara elencou, nesse contexto, vários projetos e necessidades de investimentos estruturas que o concelho precisa urgentemente. É o caso das acessibilidades – como as variantes à sede do concelho e Prado-Oleiros, a saída da Variante do Cávado e o descongestionamento das EN 101 e 201 – e do saneamento, onde o Município já está a desenvolver investimentos e intervenções.

A Secretária de Estado Isabel Ferreira – que elogiou ainda Vila Verde pela capacidade de captar fundos europeus, revelando que do Norte 2020 vieram 59 milhões de euros para a concretização de projetos no concelho – mostrou-se sensibilizada para as necessidades apontadas, assim como para os problemas suscitados pelo presidente da Junta de Prado, Albano Bastos, quanto à falta de iluminação e os entraves burocráticos para uma ligação pedonal da ponte filipina sobre o Cávado até à praia do Faial. A governante prometeu levar as questões à consideração dos colegas de governo responsáveis pelas áreas em causa.

Será uma ajuda importante para reforçar o esforço do Município de Vila Verde “na efetiva preservação da qualidade ambiental e na elevação dos níveis de bem-estar da população” – como frisou a autarca Júlia Fernandes.

 

Mola impulsionadora

Relativamente à atribuição do selo de qualidade ao concelho como Estação Náutica, a presidente da Câmara Municipal destacou o impacto da distinção como “mola impulsionadora da oferta turística e do desenvolvimento sustentável do concelho”.

“Não temos dúvidas de que este selo de qualidade acrescenta um importante valor ao território, como reconhecimento e também incentivo para a aposta estratégica de valorização dos recursos do concelho associados à água, como os rios Cávado, Homem, Neiva e Vade e as margens, as diversas ribeiras, praias fluviais e a paisagem envolvente”, afirmou Júlia Fernandes.

A autarca assumiu a determinação para aprofundar “o sistemático trabalho de parceria que vem sendo desenvolvido pelo Município, envolvendo as associações desportivas e as empresas ligadas ao setor turístico, assim como as juntas de freguesia, as escolas, as associações, IPSS e demais instituições”.

Nesse processo, quer ver “cada vez mais comprometidas as comunidades locais e o número crescente de pessoas atraídas por cenários naturais idílicos e por um rico e multifacetado património histórico-cultural”.

“O ambiente é uma das nossas grandes bandeiras e estamos fortemente empenhados em fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para ajudar a combater o grave problema das alterações climáticas e para preservar e valorizar as incomensuráveis potencialidades naturais do nosso verdejante território, de modo a que o nosso concelho continue a fazer jus ao nome Vila Verde”, declarou Júlia Fernandes.

Numa cerimónia que contou com a participação do executivo camarário, do deputado Carlos Cação e responsáveis de diferentes instituições nacionais, regionais e locais, a presidente do Município destacou o trabalho desenvolvido pelo Clube Náutico de Prado, ao nível da formação e da competição desportiva, assim como da capacidade de organização de grandes provas internacionais.

No final da cerimónia, a Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional recebeu das mãos de Júlia Fernandes um Lenço de Namorados de Vila Verde. Na animação do evento participaram a Academia de Música de Vila Verde, a Escola de Música da Vila de Prado, atletas do Clube Náutico de Prado, jovens do Centro Comunitário de Prado da Cruz Vermelha Portuguesa e o Rancho Folclórico da Vila de Prado.

Município de Vila Verde, 18.6.2022

 

GALERIA FOTOGRÁFICA


 Divulkgação dos resultados da qualidade da água da rede pública  

concursos de admissão de trabalhadores

 Facebook  Issuu  YouTube  Instagram  

PROTEÇÃO DE DADOS

O Municipio de Vila Verde, na sequência do exercício de funções de interesse público e exercício da autoridade pública, está profundamente empenhado na implementação de processos que recolham e tratem os dados pessoais adequados, pertinentes e limitados ao que é necessário relativamente às finalidades, cumprindo com os princípios de licitude, lealdade, transparência e minimização.

Adicionalmente, são implementadas, e continuamente avaliadas, medidas técnicas e organizativas consideradas adequadas à salvaguarda da informação mantida sob responsabilidade do Município. Os dados pessoais recolhidos serão conservados pelo tempo estritamente necessário, seja para cumprimento de prazo certo expressamente fixado por Lei ou outro proporcional e adequado ao objetivo da recolha.

Os titulares dos dados pessoais, tratados sob responsabilidade do Municipio, podem exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, apagamento, limitação e portabilidade, nas situações aplicáveis, por meio de requerimento específico. Existe um Encarregado de Proteção de Dados designado, que pode ser contactado através do email dpo@cm-vilaverde.pt, ou via postal dirigido ao mesmo e endereçado para a morada Praça do Município 40, 4730-728 Vila Verde.

Para mais informações consulte a nossa  Política de Privacidade.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.

FICHA TÉCNICA

Manutenção e edição
Serviços do Município de Vila Verde

 Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)