Pular para o conteúdo

Notícias Notícias

Voltar

FESTA DAS COLHEITAS 2017 - Vive-se de forma muito intensa a cultura e a tradição local

Vila Verde acordou hoje (04 de outubro) para receber de braços abertos uma das maiores feiras agrícolas de todo o país. A Festa das Colheitas / XXVI Mostra de Produtos Regionais assume-se como um evento de promoção das potencialidades do mundo rural e dos saberes e sabores da tradição minhota. A excelência da cozinha regional, os produtos do campo, a criatividade do artesanato, as recriações de práticas agrícolas, os espetáculos de música ao vivo e muito, muito mais, compõem um cartaz amplo e diversificado que anualmente atrai largos de milhares de visitantes ao concelho. Mais de 40 motivos (iniciativas) de interesse, que convidam a visitar e a ficar por Vila Verde, já que por esta altura diversos espaços de alojamento brindam os visitantes com promoções bastante atrativas. Uma vez mais, o que de melhor se faz em Vila Verde será difundido em grande destaque para o país e o mundo através da emissão de seis horas da TVI a partir do recinto, no próximo dia 08 de outubro.

A inauguração do certame decorreu durante a manhã de hoje, na tenda de conferências do recinto da Festa das Colheitas, localizado na Praça das Comunidades Geminadas (vulgo Campo da Feira), em Vila Verde. A sessão começou com um excelente momento musical protagonizado pela Tuna do Município de Vila Verde. De seguida, decorreram as intervenções dos três oradores, o presidente da Associação de Desenvolvimento das Terras Altas do Homem, Cávado e Ave (ATAHCA), José Mota Alves, o Diretor Adjunto da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Mário Silva, e o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela. Aos oradores juntaram-se na mesa de honra os vereadores Manuel Lopes, Júlia Fernandes e Patrício Araújo. No final, houve tempo para um brinde e para degustar os deliciosos doces da Chocolataria Artesanal – Chocolate com Pimenta.

 

“Vive-se de forma muito intensa a cultura e a tradição local”

O presidente do Município de Vila Verde começou por deixar uma palavra de forte apreço e reconhecimento às diversas entidades (instituições, associações, escolas, grupos folclóricos, empresas…) e até pessoas a título particular, que participam de forma ativa no evento e “fazem desta feira uma das maiores feiras agrícolas do país”. O recinto recebe este ano um número record de expositores (177), mas continua a haver lista de espera, tal é a procura. António Vilela prosseguiu recordando que o certame se insere na programação alargada Na Rota das Colheitas, que se estende desde o início de agosto até ao fim de outubro com dezenas de iniciativas um pouco por todo o ocncelho. “Ao longo destes meses fala-se de Vila Verde pela positiva e vive-se de forma muito intensa a cultura e a tradição local. É um cartaz turístico que promove e valoriza os saberes do mundo rural”, afirmou, sublinhando ainda a imensa criatividade e empenho que as populações colocam, de forma voluntária e altruísta, ao serviço do desenvolvimento e da valorização da sua terra. “Ao percorrermos o concelho, encontramos inúmeras igrejas decoradas com arranjos e quadros compostos por produtos agrícolas, são autênticas obras de arte”, vincou o edil.

 

Vila Verde: 585 novas empresas em apens quatro anos!

António Vilela prosseguiu destacando o grande desenvolvimento do setor agrícola no concelho de Vila Verde, em diversas áreas de cultivo (pequenos frutos, cogumelos, vinho…). “Não estamos a desperdiçar as nossas potencialidades. Nos últimos anos, Vila Verde foi um dos concelhos que atraiu mais projetos de jovens para o setor agrícola”, referiu. No entanto, o desenvolvimento económico do concelho não se resume à agricultura. “Os dados recentes mostram uma grande vitalidade de diversos setores da economia em Vila Verde. Só nos últimos quatro anos, foram criadas 585 novas empresas no concelho. Vila Verde está a crescer a um ritmo de 3%, portanto, posiciona-se acima da média nacional em termos de criação de emprego e de desenvolvimento económico”, disse o presidente do Município de Vila Verde, acrescentando que esta estratégia incita “a fixação de pessoas e a valorização do seu potencial, o desenvolvimento do território e a criação de atratividade”.

 

Festa das Colheitas leva “o nome do concelho muito além das fronteiras da região Norte e do país”

Por sua vez, o presidente da ATAHCA frisou a importância da Feira Mostra de Produtos Regionais, que “tem crescido ao longo dos anos e já levou o nome do concelho muito além das fronteiras da região Norte e do país, é um excelente porta estandarte do concelho de Vila Verde, das diversas potencialidades do território”. José Mota Alves prosseguiu frisando a excelente dinâmica agrícola que se vive hoje no território vilaverdense. A título de exemplo, apontou o setor dos pequenos frutos que, apesar da tenra idade (é uma aposta recente, tem cerca de cinco anos), representa já um volume de negócio de um milhão de euros e “espera-se que possa chegar aos sete milhões de euros daqui a três ou quatro anos”. O presidente da ATAHCA sublinhou ainda o papel preponderante do Município de Vila Verde neste processo, através da “isenção de taxas em projetos agrícolas, pelos incentivos à fixação de pessoas e muitas outras medidas de valorização do território”.

 

Uma aliança harmoniosa entre tradição e modernidade

O Diretor Adjunto do DRAPN também não poupou elogios ao trabalho desenvolvido pelas instituições vilaverdenses. “Quero felicitar o Município de Vila Verde pela 26ª edição da Festa das Colheitas, um evento que expõe e promove produtos agrícolas e agroalimentares, bem como o artesanato local. A Festa é um marco muito importante na região e contribui de forma significativa para o desenvolvimento de Vila Verde e de toda a região do Cávado”, afirmou Mário Silva, que concluiu a sua intervenção citando uma frase do presidente do Município de Vila Verde, António Vilela. “Valorizar o que é tradicional sem deixar de apostar na inovação e na criação de condições para que as atividades rurais ganhem competitividade é um desiderato fundamental para se conseguir a sustentabilidade do muno rural e para incentivar jovens empreendedores a avançarem com projetos que criem riqueza e emprego”, rematou.

 

GALERIA FOTOGRÁFICA


Bem-vindo Bem-vindo

A Internet é o principal veículo de comunicação de que as pessoas se servem, no seu dia-a-dia, em todo o mundo, tanto na sua vida pessoal como no desempenho da atividade profissional. Todas as organizações modernas têm nos seus sites uma janela aberta ao mundo e uma plataforma de comunicação e de interação com o seu público-alvo. Estaremos sempre abertos à inovação e recetivos a sugestões que nos ajudem a continuar a construir um Concelho próspero onde todos gostem de viver e se realizem profissionalmente.            

 

Documentos recentes Documentos recentes

  

 


       

 

FICHA TÉCNICA

Conceção geral, design gráfico e execução técnica
Unidade de Inovação e Conhecimento, Unidade de Sistemas de Informação e Modernização Administrativa
 
Sistema de gestão de conteúdos

Liferay
 
Edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde
 
Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.

Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

Apenas deve fornecer os dados pessoais necessários para a prestação do serviço solicitado, nomeadamente para ser capaz de aceder a qualquer um dos serviços no sítio que possuam gestão de processos especificos dependentes do utilizador.
Estes dados serão incorporados nos arquivos correspondentes nO Município de Vila Verde serão tratados em conformidade com o regulamento estabelecido por lei.
Os dados recolhidos apenas serão objeto de transferência, sempre que apropriado, com o consentimento da pessoa em questão ou em conformidade com a referida lei orgânica de protecção de dados de carácter pessoal.
As pessoas cujos dados pessoais, contidos nos ficheiros dO Município de Vila Verde, podem exercer os seus direitos de acesso, rectificação, cancelamento e oposição, na forma prevista pela lei, antes do envio para o arquivo.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.