Pular para o conteúdo

Presidência Presidência

Mensagem da Presidente da Câmara

Caras e caros Vilaverdenses,  Com enorme orgulho e entusiasmo, assumo as funções de Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde para o mandato 2021/2025. Agradeço aos vilaverdenses o voto de confiança que depositaram em mim e na minha equipa, assim como   na nossa estratégia...

               

concursos de admissão de trabalhadores

Notícias Notícias

Voltar

Discurso da nova Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde na cerimónia de Tomada de Posse

Júlia Maria Caridade Rodrigues Fernandes tomou posse como nova Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, na cerimónia de instalação dos novos Órgãos Autárquicos, Câmara e Assembleia Municipal de Vila Verde, realizada ontem, dia 15 de outubro de 2021, no Centro de Artes e Cultura de Vila Verde.

 

DISCURSO

Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde

Júlia Maria Caridade Rodrigues Fernandes

 

«Exmo Sr. Presidente da A. M. de Vila Verde, dr. Carlos Arantes

Estimados colegas membros do Executivo Municipal

Senhoras e Senhores Presidentes de Junta de Freguesia

Senhoras e Senhores Deputados Municipais

Senhores Deputados, Colegas Autarcas presentes,

Ilustres Autoridades Militares, Civis e Religiosas

Distintos convidados

Senhoras e Senhores jornalistas

Caras e caros Vilaverdenses

É com um enorme orgulho e entusiasmo que tomo posse para um mandato de 4 anos enquanto Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde.

Permitam-me, por isso, que agradeça aos vilaverdenses o voto de confiança que depositaram em mim e na minha equipa, assim como na nossa estratégia para o desenvolvimento de Vila Verde.

Em todo o processo que culminou com o ato eleitoral dia 26 de setembro, os Vilaverdenses deram, uma vez mais, uma clara demonstração de maturidade cívica e democrática.

Saúdo todos aqueles que votaram no nosso projeto, mas também os que escolheram outras propostas para o futuro do nosso concelho, assegurando-lhes que tudo vamos fazer para que os nossos esforços contemplem os Vilaverdenses por igual e se traduzam numa clara melhoria das condições de vida de todos e de cada um.

 

De uma coisa podem todos estar certos…

A partir de hoje, serei a Presidente da Câmara Municipal de toda a população do nosso concelho, sem exceção.

Todos irão ter o mesmo tratamento, a mesma atenção e o mesmo apoio na concretização do projeto que a maioria dos eleitores Vilaverdenses, livremente, sufragou nestas eleições autárquicas.

A mobilização coletiva é a palavra de ordem para conseguirmos alavancar Vila Verde e colocá-lo num patamar ainda mais elevado de desenvolvimento.

Como não me cansei de repetir, no terreno, nesta caminhada que fizemos até ao dia 26 de setembro, as pessoas são e serão sempre a primeira de todas as nossas prioridades, a maior de todas as nossas preocupações.

Gosto muito daquilo que faço, do contacto diário com as pessoas, do trabalho de proximidade com as instituições, do trabalho em rede com todos os que desenvolvem atividades no nosso concelho e querem o melhor para os vilaverdenses.

Continuamos, por isso, a contar com o trabalho e com a dedicação ímpares das instituições concelhias, das nossas associações, de todas as coletividades, dos empreendedores e de todos os Vilaverdenses para, a par e passo, com firmeza e ambição, irmos construindo um concelho cada vez mais moderno, mas também mais justo, solidário e inclusivo.

Contamos ainda e principalmente com o dinamismo e o empenho de todos os autarcas locais.

Teremos nas Juntas e nas Assembleias de Freguesia, assim como na Assembleia Municipal, parceiros insubstituíveis nesta demanda por um território em franco desenvolvimento, onde todos possam beneficiar de oportunidades para vencerem e concretizarem as suas expectativas de vida.

Dirijo-me não apenas àqueles que se associaram ao projeto político que lhes propusemos, mas igualmente a todos quantos, e são muitos, no movimento associativo, nas escolas e nas instituições, com talento, com imaginação, com criatividade e com esforço dão e continuarão a dar um contributo inestimável para o progresso na nossa terra.

Uma palavra ainda para os funcionários e colaboradores do Município de Vila Verde.

Agradecer tudo o que têm feito para agilizar e melhorar a eficácia dos serviços municipais e dizer-lhes que contamos com todos para conseguirmos uma administração que sirva os vilaverdenses com celeridade, eficiência e qualidade, onde todos sejam tratados da mesma forma. Como já tive oportunidade de referir noutros momentos, pretendo que todos os que trabalham na Câmara Municipal, qualquer que seja o lugar que ocupem, sigam um lema que para mim é fundamental: colocar-se no lugar do outro! Nós só existimos enquanto representantes e servidores de todas e de todos os vilaverdenses.

 

Minhas Senhoras e meus Senhores,

O poder local é o único poder com verdadeira e permanente proximidade e os autarcas são aqueles que mais se preocupam com os problemas e com as efetivas necessidades das terras e das pessoas.

Quero, por isso, agradecer a todos quantos, no nobre exercício de funções autárquicas, prestaram um inestimável serviço público e colocaram todo o seu empenho na defesa dos superiores interesses do concelho e das nossas gentes.

Permitam que me refira, em particular, a todos os Vereadores e Vereadoras que integraram os Executivos Municipais que muito orgulhosamente integrei e que lhes agradeça tudo o que fizeram por Vila Verde.

Permitam-me ainda, nesta oportunidade, que me dirija especialmente ao Presidente da Câmara Municipal que cessa funções.

Para o Dr. António Vilela vai o meu testemunho, o meu reconhecimento e o meu profundo agradecimento pela inexcedível dedicação e pelo trabalho ímpar que, durante 24 anos, realizou ao serviço do desenvolvimento deste concelho e da efetiva melhoria das condições de vida de toda a sua população.

Muito obrigada, António Vilela, pela seriedade, pelo empenho e pela elevada competência com que sempre te bateste na defesa dos superiores interesses de Vila Verde e dos Vilaverdenses.

Agradeço, ainda, a todos os autarcas que cessam funções e que, desde a primeira hora foram a evidência de uma governação exemplar, pela sua entrega e dedicação à causa pública e à população que sempre serviram, a todos e a todas, o meu muito obrigada.

Este é também o momento para dar as boas-vindas aos autarcas eleitos, tanto para a Câmara Municipal e para a Assembleia Municipal como, a um nível ainda mais próximo dos munícipes, para as Juntas e Assembleias de Freguesia.

Desejo a todos os maiores sucessos, porque os seus êxitos se vão refletir, necessariamente, em mais e melhor qualidade de vida para as populações que representam e que servem, contanto com a minha total colaboração e disponibilidade para a execução dos seus programas e compromissos eleitorais.

A mesma palavra de colaboração estreita quero deixar a todos os membros da Assembleia, na pessoa do seu Presidente, dr. Carlos Arantes, garantindo lealdade institucional e o meu empenho pessoal numa profícua articulação.

Não poderia deixar de agradecer ainda à minha família por toda a compreensão e apoio em todos os momentos da minha vida.

É para mim uma honra poder continuar a servir os Vilaverdenses e a dar o meu contributo para que o concelho prospere e se modernize, e quero igualmente deixar aqui bem claro que as propostas que apresentámos no nosso programa eleitoral são para cumprir.

Chegados aqui, estamos, naturalmente, muito satisfeitos por termos merecido a confiança da maioria dos Vilaverdenses, mas temos também em cima dos ombros o enorme peso da responsabilidade que sobre nós impende.

Apresentamos as nossas propostas com total abertura e transparência, pela positiva, e o resultado eleitoral revela que as pessoas reconheceram a valia do trabalho anteriormente desenvolvido, aprovam a capacidade e a competência das nossas equipas e se reveem no rumo que pretendemos dar a este concelho.

Tudo iremos fazer para não defraudar as expectativas dos vilaverdenses, colocando o nosso maior empenho na concretização de projetos estruturantes para o desenvolvimento de Vila Verde.

Vila Verde é hoje um concelho devidamente orientado e mobilizado para os desafios e para as crescentes oportunidades de quem quer estar na linha da frente na criação de todas as condições para fixar a população local, atrair mais residentes e potenciar novos investimentos.

O crescimento económico, a capacitação das pessoas, a mobilidade, a educação, o ambiente, a ação social e a melhoria de infraestruturas, equipamentos e serviços públicos serão os grandes pilares de uma estratégia gizada a pensar sobretudo nas pessoas.

Impulsionar a economia local, com o foco na inovação e no aproveitamento das mais-valias locais, na perspetiva de incrementar o emprego, é determinante para fixar os jovens nas suas freguesias de origem e, assim, suscitar dinâmicas favoráveis a um crescimento demográfico mais harmonioso em todo o território.

Num concelho ainda marcadamente rural, é crucial investir em políticas e medidas potenciadoras do desenvolvimento sustentado e da modernização e reforço da competitividade da agricultura, da silvicultura e das florestas.

A educação é a trave-mestra de qualquer projeto de desenvolvimento credível, pois é a principal responsável pela transformação e pela evolução da sociedade e da economia.

O direito à educação está consagrado na Constituição da República Portuguesa e o capital humano é incontornável num projeto que visa o progresso local, o bem-estar das pessoas e a elevação da competitividade do território, razão pela qual a educação será uma das grandes prioridades neste quadriénio.

A mobilidade é um fator fundamental de coesão territorial e de alavancagem da competitividade da economia local, razão pela qual será um dos pilares alicerçantes do desenvolvimento do nosso Município nos próximos anos.

Assumimos como estratégica e inadiável uma série de investimentos neste capítulo.

Refiro-me a projetos nevrálgicos para o futuro de Vila Verde, como os que não posso, agora, deixar de elencar:

A construção da variante de ligação do Parque Industrial de Oleiros à Vila de Prado;

A criação do eixo norte-sul (entre Soutelo e o Parque Empresarial de Gême);

Esforços no sentido da construção da Variante à EN101 (variante a Vila Verde);

Ampliação da rede de ciclovias urbanas e circuitos pedonais, articulando a sua ligação à Ecovia Cávado/Homem;

Investimento nas acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada;

Requalificação das vias de comunicação do concelho.

 

Minhas Senhoras e meus Senhores,

O ambiente é uma outra componente essencial do bem-estar e da qualidade de vida de todas as pessoas.

Vila Verde será, cada vez mais, um concelho mais verde, mais sustentável, mais comprometido com a adaptação às alterações climáticas e ao bem estar da população.

Por isso, o Município de Vila Verde vai assumir-se como a principal alavanca da preservação e melhoria do equilíbrio ambiental e da valorização das imensas potencialidades naturais do território.

A requalificação das paisagens de montanha e das zonas ribeirinhas e a criação de condições para que as mesmas estejam ao serviço do bem-estar dos Vilaverdenses e de um turismo de natureza simultaneamente amigo do ambiente e catalisador da economia local estarão igualmente no centro das nossas atenções.

A promoção de um turismo diferenciado, assente, por um lado, no rico e multifacetado património natural, e, por outro, num vasto e apelativo património histórico e cultural, será a grande prioridade da aposta no turismo enquanto pilar do desenvolvimento económico-social, cultural e ambiental.

A vertente humanista do nosso projeto revelar-se-á na realização de investimentos em ordem à construção de um concelho em que a inclusão, a equidade e a justiça social se afirmem como caraterísticas dominantes.

A cultura é uma das mais sublimes formas de preservação e de afirmação da identidade de um povo e posso garantir-vos, hoje e aqui, que Vila Verde vai continuar a implementar uma estratégia de desenvolvimento cultural sólida e ambiciosa, alicerçada no binómio tradição-modernidade.

Os eventos-âncora que tanto nos orgulham e que se realizam ao longo de cada ano, projetam o dinamismo e as potencialidades de Vila Verde na região, no país e no mundo, impulsionam o turismo e incrementam a economia local e nacional.

Também o desporto irá conhecer um forte impulso materializado na melhoria das instalações existentes e do investimento em novos equipamentos desportivos em diferentes pontos do território.

A estreita ligação e parceria entre o Município e as Associações e Clubes vai também ser reforçada para alavancar o desporto concelhio.

O desenvolvimento da criança, o apoio à juventude e o acesso de todos e todas a novas oportunidades e a desafios aliciantes, sem perder de vista uma ótica de interação geracional, revelar-se-ão prioritários num concelho nitidamente com os olhos postos num futuro de progresso e bem-estar generalizado, com a aposta em Projetos como o “Vamos apostar na Infância” e o Balcão da Inclusão.

Quero também aqui reafirmar a minha firme convicção de que o papel dos jovens, tudo aquilo que eles nos dão e nos continuarão a dar, é de vital importância para que este concelho agarre as oportunidades e enfrente os exigentes desafios que tem pela frente.

 

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Acreditem que a melhoria da qualidade de vida das famílias e a prosperidade das empresas e da economia local, em geral, nunca deixarão de estar no epicentro do nosso trabalho diário.

A conjugação da dimensão social com a dinamização da economia, indispensável para fixar a população e promover o crescimento demográfico, é incontornável.

Iremos, com toda a determinação, apoiar a terceira idade, a infância e as pessoas com deficiência.

Será reforçado o apoio a todas as pessoas em situação de vulnerabilidade social, aqueles que mais precisam.

As famílias podem contar com a continuação da isenção de taxas de construção para famílias carenciadas, de taxas de ligação de água e saneamento para famílias carenciadas, tarifário social no fornecimento de água, taxa mínima de IMI e redução fiscal na taxa de IMI para famílias com dois ou mais filhos.

A alavancagem da economia concelhia far-se-á sentir no apoio a ecossistemas empresariais locais potenciadores da inovação e da criação de emprego jovem.

Na aposta na diplomacia económica, desenvolvendo diligências em ordem à captação de novos investimentos empresariais, capaz de gerar riqueza, criar emprego e estimular o empreendedorismo.

Na otimização da utilização dos instrumentos fiscais à disposição do Município para tornar o território o mais atrativo e competitivo possível.

Nas reduções fiscais para projetos empresariais geradores de emprego local e nas isenções e/ou reduções fiscais para empreendimentos que aproveitem e valorizem as potencialidades locais, nomeadamente nos setores agropecuário, florestal e turístico.

Não há, pois, como esconder que temos à nossa frente desafios exigentes, mas também oportunidades que não podemos minimamente desperdiçar.

O máximo aproveitamento dos fundos comunitários e do Projeto de Recuperação e Resiliência vai ser uma das nossas grandes apostas e posso assegurar-vos que tudo faremos para captar para Vila Verde os recursos necessários para a realização de projetos inadiáveis.

Estamos já a fazer o trabalho de casa para que nenhuma verba a que temos direito nos escape.

A simbiose entre rigor nas contas do Município e a realização de investimentos estruturantes para a modernização do concelho e para o reforço da atratividade de todo o nosso território é uma outra premissa de que nunca abdicaremos.

Estão, assim, reunidas as condições para que todos, unidos na defesa dos superiores interesses de Vila Verde e dos Vilaverdenses, demos o nosso melhor para fazer de Vila Verde um concelho próspero e moderno, com um futuro muito auspicioso pela frente.

Move-nos uma vontade enorme de fazer sempre mais e melhor para que Vila Verde cresça e se projete como um concelho que oferece excelentes condições para aqui se investir e para aqui se viver.

Agora, é a hora de arregaçar as mangas e de trabalhar com afinco pelo progresso da nossa terra e pelo bem-estar e felicidade das nossas gentes.

Teremos connosco a força, a vontade e o amor que está em cada um daqueles, e são mesmo muitos, que dão tudo de si para fazer de Vila Verde um concelho cada vez mais próspero, moderno e competitivo, solidário, inclusivo e feliz.

Contamos convosco. Contamos com todas e com todos.

Sabem que podem contar connosco, sempre.

Muito obrigada!

Viva Vila Verde!

Viva Portugal!»

Município de Vila Verde, 16.10.2021

 

 


Divulkgação dos resultados da qualidade da água da rede pública 

Documentos recentes Documentos recentes

 Facebook  Issuu  YouTube  Instagram  

PROTEÇÃO DE DADOS

O Municipio de Vila Verde, na sequência do exercício de funções de interesse público e exercício da autoridade pública, está profundamente empenhado na implementação de processos que recolham e tratem os dados pessoais adequados, pertinentes e limitados ao que é necessário relativamente às finalidades, cumprindo com os princípios de licitude, lealdade, transparência e minimização.

Adicionalmente, são implementadas, e continuamente avaliadas, medidas técnicas e organizativas consideradas adequadas à salvaguarda da informação mantida sob responsabilidade do Município. Os dados pessoais recolhidos serão conservados pelo tempo estritamente necessário, seja para cumprimento de prazo certo expressamente fixado por Lei ou outro proporcional e adequado ao objetivo da recolha.

Os titulares dos dados pessoais, tratados sob responsabilidade do Municipio, podem exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, apagamento, limitação e portabilidade, nas situações aplicáveis, por meio de requerimento específico. Existe um Encarregado de Proteção de Dados designado, que pode ser contactado através do email dpo@cm-vilaverde.pt, ou via postal dirigido ao mesmo e endereçado para a morada Praça do Município 40, 4730-728 Vila Verde.

Para mais informações consulte a nossa  Política de Privacidade.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.

FICHA TÉCNICA

Manutenção e edição
Serviços do Município de Vila Verde

 Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.
Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)