Bem-vindo Bem-vindo

A Internet é o principal veículo de comunicação de que as pessoas se servem, no seu dia-a-dia, em todo o mundo, tanto na sua vida pessoal como no desempenho da atividade profissional. Todas as organizações modernas têm nos seus sites uma janela aberta ao mundo e uma plataforma de comunicação e de interação com o seu público-alvo. Estaremos sempre abertos à inovação e recetivos a sugestões que nos ajudem a continuar a construir um Concelho próspero onde todos gostem de viver e se realizem profissionalmente.

 

Facebook    Flickr    Issuu    YouTube

Outras ligações Outras ligações

              

 

acerca do portal acerca do portal

FICHA TÉCNICA

Conceção geral, design gráfico e execução técnica
Unidade de Inovação e Conhecimento, Unidade de Sistemas de Informação e Modernização Administrativa
 
Sistema de gestão de conteúdos

Liferay
 
Edição e manutenção
Serviços do Município de Vila Verde
 
Agradece-se a comunicação de qualquer anomalia técnica ou outro tipo de dificuldade relacionada com a utilização do site. Para o efeito, envie email para helpdesk@cm-vilaverde.pt.

Este projeto foi cofinanciado pelo projeto Cávado Digital MAIS (POVT)

PROTEÇÃO DE DADOS

Apenas deve fornecer os dados pessoais necessários para a prestação do serviço solicitado, nomeadamente para ser capaz de aceder a qualquer um dos serviços no sítio que possuam gestão de processos especificos dependentes do utilizador.
Estes dados serão incorporados nos arquivos correspondentes nO Município de Vila Verde serão tratados em conformidade com o regulamento estabelecido por lei.
Os dados recolhidos apenas serão objeto de transferência, sempre que apropriado, com o consentimento da pessoa em questão ou em conformidade com a referida lei orgânica de protecção de dados de carácter pessoal.
As pessoas cujos dados pessoais, contidos nos ficheiros dO Município de Vila Verde, podem exercer os seus direitos de acesso, rectificação, cancelamento e oposição, na forma prevista pela lei, antes do envio para o arquivo.

AVISO LEGAL

O Município de Vila Verde, através de seu portal na Web fornece informações de interesse geral do concelho de Vila Verde, em especial, a informação e os esforços da organização municipal. A informação fornecida é atual no momento da sua publicação.
O Município de Vila Verde pretende que esta informação seja exata e precisa e procede à sua atualização com a maior frequência possível, tentando evitar erros e corrigi-los, assim que os deteta. No entanto, o Município de Vila Verde não pode garantir a ausência de erros ou que o conteúdo da informação seja permanentemente atualizado.
O Município de Vila Verde pode levar a cabo a qualquer momento e sem aviso prévio, modificações, supressões ou alterações das informações publicadas ou ser capaz de alterar a configuração ou a apresentação.
O acesso ao portal da Web, bem como a utilização das informações que ele contém, são da exclusiva responsabilidade do utilizador. O Município de Vila Verde não é responsável por quaisquer danos que possam decorrer destes factos, nem pode garantir que o acesso não seja interrompido, ou que o conteúdo ou software acedido esteja livre de erros ou causa de dano.
As informações prestadas em resposta a qualquer pergunta ou pedido de informação são meramente indicativas e em nenhum caso será vinculativa para a resolução de procedimentos administrativos, que são estritamente sujeitos às normas legais ou regulamentares que sejam aplicáveis.
Os conteúdos publicados incluem links para páginas de terceiros, web sites, principalmente de outras entidades públicas, que são considerados como podendo ser de interesse para os utilizadores do Portal. O Município de Vila Verde não assume qualquer responsabilidade derivada das ligações ou do conteúdo desses links.

Notícias Notícias

Voltar

Apresentação da 2ª edição do programa “Viver a adolescência em família”

No dia 26 de janeiro, às 18h00, no auditório da Escola Secundária de Vila Verde, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila Verde, a Escola Secundária de Vila Verde (ESVV) e o Instituto de Educação da Universidade do Minho (IEUM) apresentam a 2ª edição do programa Psicoeducativo de apoio à promoção da convivência familiar “Viver a Adolescência em Família”. O objetivo é a apresentação do programa, esclarecimento de dúvidas, assim como proceder à abertura de novas inscrições, estando estas a decorrer de 2 a 28 de janeiro, para pais/mães com filhos de idades compreendidas entre 9 e os 18 anos.

O Município de Vila Verde, a União de Freguesias de Vila Verde e Barbudo e a Junta de Freguesia de Moure, constituem-se como colaboradores estratégicos ao dar um apoio material e logístico fundamental para a implementação do programa.

O programa será desenvolvido ao longo de 20 sessões, uma vez por semana com duração de 90 minutos. Nas sessões dinamizadas pela professora Beatriz Santos da CPCJ e pela psicóloga Susana Gomes da ESVV, ambas com formação especializada na implementação do programa, criar-se-á um ambiente propício à partilha de experiências e à reflexão, proporcionando aos pais uma oportunidade para melhorar as suas competências parentais e fortalecer as relações com os seus filhos.

O programa visa ainda o fornecimento de estratégias que melhorem a convivência familiar e promovam o entendimento mútuo, facilitar a compreensão das mudanças mais importantes na transição para a adolescência, a promoção de estilos de vida saudáveis, a consciencialização sobre o seu papel parental regulador no uso das novas tecnologias de informação e comunicação e a promoção da relação família-escola, a motivação e o sucesso escolar.

Da avaliação da implementação do programa, desenvolvida pela IEUM, observou-se um acompanhamento mais adequado do percurso educativo dos filhos, com repercussões que se evidenciam no sucesso e na melhoria dos resultados escolares. Os participantes consideraram que “Foi muito importante a partilha entre os intervenientes, entender a importância dos principais pilares para o desenvolvimento saudável e equilibrado dos nossos filhos, crescermos como pais e educadores, mas também como indivíduos”. Verificou-se também que os pais já tentavam dialogar e negociar mais com os filhos, utilizando um estilo comunicacional mais assertivo. Por estas razões, considerou-se pertinente replicar o programa, dando a oportunidade a outros pais do seu usufruto, tendo em vista uma parentalidade positiva.


Destaques Destaques

            

Publicações Publicações