Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes

Back

Estágios

Quem se pode candidatar a um estágio curricular na Câmara Municipal de Vila Verde?
Estudantes que frequentem qualquer nível de ensino e que o estágio curricular seja parte integrante para a conclusão do seu ciclo de estudos.

Como devem ser formalizados os pedidos de estágios curriculares?
Através do preenchimento do formulário de candidatura a estágio curricular, disponível acima remetido pela instituição de ensino para o e-mail dulce.filipe@cm-vilaverde.pt ou entregue por correio ou presencialmente na Divisão de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Vila Verde. Para o efeito, deverão ser consultadas as normas para instrução de pedidos de estágios curriculares.

A quem se destina os estágios PEPAL?
Os estágios no âmbito do PEPAL - Programa de Estágios Profissionais na Administração Local - destinam-se a jovens licenciados à procura de primeiro emprego ou desempregados que tenham até 29 anos de idade.

Como são divulgados os estágios PEPAL na Câmara Municipal de Vila Verde?
Os estágios PEPAL são divulgados na página eletrónica da Câmara Municipal de Vila Verde, através da Bolsa de Emprego Público (BEP) e em dois jornais de expansão nacional. Acedendo ao Portal Autárquico, em http://www.portalautarquico.pt, os candidatos podem obter a informação necessária relativa a este tipo de estágios.

Qual a duração dos estágios PEPAL?
12 meses, não prorrogáveis.

Quem frequente um estágio PEPAL na Câmara Municipal de Vila Verde tem preferência no recrutamento? 
Sim. Os estagiários que tenham obtido aproveitamento com avaliação não inferior a 14 valores, no prazo de dois anos após o termo do estágio, que se candidatem a procedimentos concursais publicitados pela Câmara Municipal de Vila Verde para ocupação de posto de trabalho da carreira de técnico superior cujas características funcionais se identifiquem com a atividade desenvolvida durante o estágio, têm preferência na lista de ordenação final dos candidatos, em caso de igualdade de classificação, sem prejuízo da aplicação de outras preferências que a lei já preveja.